Prédio 

O prédio que hoje abriga o Museu Municipal e o Arquivo Histórico de Garibaldi foi construído em 1878 para ser sede da ‘Società Italiana di Mutuo Soccorso’, primeiramente com o nome Conde D’Eu e posteriormente com a denominação Stella D’Itália. A sociedade abrigava os imigrantes que aqui chegavam e tinha como objetivos unir os italianos com o objetivo patriótico, socorrer os sócios em caso de doenças e desemprego, promovendo também o bem estar e dando pensão quando impossibilitados de trabalhar.

O prédio original, uma das primeiras edificações da Colônia Conde D’Eu, era de madeira; em 1884, em sua frente, foi edificado novo prédio de um piso em alvenaria e argamassa de barro, divido em 3 partes: duas salas laterais e uma central. Em 1892 o prédio foi reformado, e teve a construção do segundo piso.

Além de coordenar todos os trâmites dos imigrantes italianos que chegavam à região, a sociedade abrigou uma escola italiana, o consulado italiano - tendo como primeiro Cônsul O Sr. Abramo Canini - ; funções como reuniões e assistência social, festas de casamento e até mesmo um hospital – durante a Primeira Guerra Mundial (1914 - 1918), sob responsabilidade do Dr. Júlio Motti - tiveram espaço em suas dependências. Abramo Canini e sua esposa também residiram neste prédio, Abramo até 1926, ano de seu falecimento, e sua esposa permaneceu no prédio também até o seu falecimento. Em épocas mais recentes, a Biblioteca Pública, o destacamento militar e até mesmo os bombeiros utilizaram sua estrutura.

Em 1944, por ocasião da Segunda Guerra Mundial, a população de origem italiana teve suas atividades restringidas e, nesse fato, incluiu-se especialmente a Sociedade Stella D’Itália, ponto de reunião e assistência social da comunidade. Suas instalações foram invadidas e todo o seu acervo e patrimônio, incluindo documentos e registros, foi apreendido e queimado. A diretoria em exercício entendeu que, para salvaguardar o prédio da destruição, deveria doá-lo à Itália, através de sua embaixada no Brasil. A construção serviu de residência a algumas famílias e posteriormente permaneceu em abandono.

 No ano 1963, o então Prefeito de Garibaldi, Sr. Antônio Mânica, solicitou ao Governo Italiano, através do Cônsul da Itália, no Rio Grande do Sul, Dr. Domenico Boccheto, a doação da propriedade à cidade de Garibaldi, com cláusula de reversão para a Itália caso as atividades exercidas no local não fossem de cunho cultural.

Em 1972, instalaram-se nesse prédio, a biblioteca Pública Municipal e o destacamento da Brigada Militar. Em 28 de dezembro de 1984, o então Prefeito Municipal, Ambrosio Chesini, criou a Lei Municipal nº 1748, que institui o Acervo Histórico Municipal Garibaldi, e em fevereiro de 1985, iniciaram-se os trabalhos de restauração do prédio. O Museu Municipal de Garibaldi foi inaugurado em 31 de outubro de 1985.

Atualmente, o prédio abriga o Museu Municipal de Garibaldi, que possui três exposições permanentes: antigo quarto e sala da casa do imigrante italiano; mostra de objetos sacros e consultório dentário antigo; e o memorial em homenagem a Giuseppe Garibaldi, além de exposições alternadas de outras peças que se encontram no depósito do Museu.

Também neste espaço funciona o Arquivo Histórico Municipal, que fornece ao público interessado um suprimento considerável de documentos do mais amplo significado e importância para a história de nossa cidade. Aproximadamente 30.000 documentos, dos quais 80% são de teor administrativo, foram catalogados, restaurados e acondicionados. Mais de 300 livros abordando o aspecto administrativo do município, compõe também a biblioteca do acervo histórico, alguns datando de 1889 e incluindo, entre os manuscritos, a Ata de instalação do município de Garibaldi.

Endereço: Rua Doutor Carlos Barbosa, 77 - Centro.

 

Fone: (54) 3462 8118 

Horário: Terças a sextas: das 9h às 17h;

Sábados, domingos e feridos: das 10h às 16h.

 

Localização
Rua Doutor Carlos Barbosa, 77 | Bairro Centro

CALENDÁRIO DE EVENTOS

VER TODOS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS


  • segunda
    24
    jun

    Slow Food promove Festa Junina Livre de Transgênicos (...)

    Evento para promoção da biodiversidade vai ser no dia 07 de julho, no Sítio Crescer, com comida, brincadeiras e feirinha de (...)

    Leia Mais...
    terça
    18
    jun

    Ensaio sobre a cegueira na edição junina do (...)

    O livro Ensaio sobre a cegueira, de José Saramago, será debatido no próximo encontro do Clube de Leitura, no dia (...)

    Leia Mais...
    terça
    18
    jun

    Sabores de Inverno chega com intensa programação

    A chegada do inverno, a estação que mais define a serra gaúcha, na próxima sexta-feira, dia 21 de junho, traz (...)

    Leia Mais...
Voltar ao topo